Pesquise neste blog

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Ouvi por aí: Sandálias de Moisés



    Está série visa, não somente elucidar algumas questões sobre ministrações que escuto por aí e por acolá, mas também falar do perigo que é tentar dar um sentido "nas entrelinhas", conotativo, subliminar, metafórico, ou o que seja, para textos que estão claramente com sentido exposto no próprio texto. Se o sentido literal já faz sentido, não existe porquê buscar outro. Esses sentidos obscuros, escondidos, nos intrigam, eu sei, eu gosto disso também, mas não a qualquer custo.

     Bom, vamos ao primeiro caso: Outro dia ouvi uma pregação feita no seguinte texto:

"E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia. E Moisés disse: Agora me virarei para lá, e verei esta grande visão, porque a sarça não se queima. E vendo o Senhor que se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui. E disse: Não te chegues para cá; tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa." Ex. 3:2-5


     Explicação do pregador: Deus não disse para Moisés tirar suas sandálias porque o local era santo, mas porque na sandália de Moisés haviam imagens de deuses do Egito (Jacaré, Sol, etc.) e Deus queria que Moisés se despisse de todo o conhecimento e costumes do Egito. Moisés queria ir ao Egito baseado em seu conhecimento humano, pois ele era formado em toda ciência do Egito.
     
    O que me parece mais lógico: o verso 5 deixa bem claro que Deus pede que ele tire as sandálias porque o lugar era santo (confirmado em At. 7.33). Segundo, Moisés nem queria encabeçar a liberdade do povo, ele se esquivou várias vezes, ele não tinha segurança nem no Deus que fez sinais para ele, ele teria segurança nele mesmo? Terceiro, Deus pede a mesma ação para Josué, em Js. 5.15, será que Deus não está somente reforçando a reverência que se deve ter no local onde Ele se manifesta? Que elementos dos sapatos de Josué podemos remeter aos deuses do Egito? Acho que nenhum.

      Não sei se essa explicação foi baseada na tradição judaica ou em textos de historiadores, mas me parece meio forçação de barra pela análise somente bíblica. As Escrituras são auto-interpretativas.

     As vezes eu me pergunto se alguns pregadores investem  mais tempo buscando referências na internet, buscando "coisinhas" diferentes para tornar a pregação mais interessante, do que buscando entender a amplitude de todo o livro bíblico em que tiram os versículos e ainda na comparação do contexto de toda a Bíblia. 

   Aí você pode me perguntar: "Por que você se incomoda com isso? Não vi nada demais nesse caso!" Então, mas essa técnica é muito, e muito, empregada para manipular a Palavra. Afinal, quem é simples de conhecimento lê e entende uma coisa, mas vão dizer os "sábios": "você não entende o suficiente para saber o que só os que recebem a revelação de Deus sabem, que existe muito mais em cada vírgula do texto. Deixa que eu te ilumino!"